AgricOnline

Rua Projetada, 470 – segundo andar –Rio Bananal / ES.

 atendimento@agriconline.com.br

CNPJ: 32.106.995/0001-66

Conheça os princípios da fertirrigaçao

Fertirrigação é uma técnica de aplicação simultânea de fertilizantes e água, através de um sistema de irrigação. É uma das maneiras mais eficientes e econômicas de aplicar fertilizante às plantas, principalmente em regiões de climas árido e semi-árido, pois aplicando-se os fertilizantes em menor quantidade por vez, mas com maior freqüência, é possível manter um teor uniforme de nutrientes no solo durante o ciclo da cultura, o que aumentará a eficiência do uso de nutrientes pelas plantas e, conseqüentemente, a produtividade.

 

Quando se prepara uma solução de fertilizantes envolvendo mais de um tipo de fonte de nutrientes, deve-se verificar se são compatíveis, para evitar problemas de entupimentos das tubulações, e emissores. O cálcio, por exemplo, não pode ser injetado com um fertilizante que contém sulfato. Esses cuidados devem ser ainda maiores, quando a água usada na irrigação tem pH de neutro a alcalino, ou seja, quando as concentrações de Ca + Mg e de bicarbonatos são maiores que 50 e 150 ppm, respectivamente. O ácido fosfórico não pode ser injetado via água de irrigação que contenha mais que 50 ppm de cálcio e nitrato de cálcio e em água que contenha mais de 5,0 meq.L-1 de HCO3-, pois poderá formar precipitados de fosfato de cálcio.

 

 

Os procedimentos adequados para aplicação de fertilizantes via água de irrigação compreendem três etapas distintas. Durante a primeira etapa, deve-se funcionar o sistema de irrigação durante um quarto do tempo de irrigação, para equilibrar hidraulicamente as unidades de rega como um todo. Na segunda etapa, faz-se a injeção dos fertilizantes no sistema de irrigação, através de equipamentos apropriados. Na terceira etapa, o sistema deverá continuar funcionando, visando à complementação do tempo total de irrigação, lavagem completa do sistema e carrear os fertilizantes da superfície para camadas mais profundas do solo.
A fertirrigação depende da taxa de injeção de fertilizantes, do tempo de irrigação por unidade de rega e dos tipos e doses de fertilizantes por unidade de rega. Deve-se considerar também as variedades utilizadas e suas respectivas fases fenológicas. 


Como regra geral, dependendo da complexidade do desenho do sistema de irrigação com relação à fertirrigação, recomenda-se iniciar o processo com fertilizante potássico, seguido dos nitrogenados, administrando-se as quantidades aplicadas por unidade de rega, com base no tempo de irrigação. As propriedades que utilizam o ácido fosfórico como fonte de fósforo, devem aplicá-lo no final da fertirrigação, pois pode, também, proporcionar a limpeza do sistema. Caso os fertilizantes sejam aplicados na forma de mistura, as soluções devem ser preparadas em separado e misturadas, na proporção desejada, de acordo com as necessidades nutricionais das plantas.

 

Uma alternativa mais recente, no sentido de amenizar a complexidade da injeção de fertilizantes, via água de irrigação, é a utilização de adutoras secundárias, paralelas às adutoras das unidades de rega, cuja finalidade é transportar a solução ou mistura concentrada até a entrada da unidade de rega específica. Porém, é necessário que em cada unidade de rega, a injeção da solução seja feita nos dois quartos intermediários do tempo de irrigação, pois a permanência do nitrogênio na tubulação, após a fertirrigação, pode favorecer o desenvolvimento de microorganismos que causam a obstrução dos emissores.

 

Quer se tornar um especialista em interpretação de análise de solos e recomendação de adubação, calagem e gessagem? CLIQUE AQUI

 

 

 

 

 

 

Please reload

Our Recent Posts

INHAME: DO PLANTIO À COLHEITA

October 11, 2019

Pêssego: do plantio à colheita

October 9, 2019

"Fertilizantes: a maior inovação da humanidade"

October 4, 2019

1/1
Please reload

Tags

Please reload