AgricOnline

Rua Projetada, 470 – segundo andar –Rio Bananal / ES.

 atendimento@agriconline.com.br

CNPJ: 32.106.995/0001-66

Qual a melhor época para adubar?

 

 

O leitor José Carlos do Nascimento, de Passos, MG, pergunta a André Guarçoni M, autor do artigo "Calcário mais super simples, uréia versus sulfato de amônio e cal hidratada em solução de micronutrientes", sobre qual a condição ideal para se adubar. Seguem trechos da carta e resposta abaixo.

Carta de José Carlos do Nascimento:

No período das chuvas abundantes, quando fazemos a aplicação de fertilizantes, sempre existe a dúvida sobre qual o momento ideal para a aplicação dos mesmos. Às vezes, choveu bem no dia anterior ou então, chove demais após a adubação. Quais perdas posso observar em ambos os casos? Qual a condição ideal para se adubar?

Resposta de André Guarçoni:

Esta é uma dúvida muito freqüente. Quando aplicamos fertilizantes, devemos nos preocupar, principalmente, com a uréia ou formulados que a contenham. Como explicado no artigo "Aplicação de uréia em cobertura para a cultura do café", este é um fertilizante que pode perder grande quantidade de nitrogênio por volatilização. A umidade do solo é, dentre outros, um fator que irá interferir na perda de nitrogênio por volatilização.

A aplicação de uréia em solo úmido é adequada. Mas, se não chover nos dias subseqüentes, a perda será muito grande, pois em solo úmido há maior proliferação e atividade dos microrganismos, acarretando elevada hidrólise da uréia e possível perda de nitrogênio por volatilização. Assim, é preferível que a uréia seja aplicada em solo seco, mas com possibilidade de chuva no mesmo dia ou nos dias subseqüentes, visando sua incorporação no solo pela água, do que em solo úmido, mas sem chuva subseqüente.

Quando as chuvas são muito abundantes, o problema maior é a perda por lixiviação, especialmente de nitrogênio (qualquer adubo nitrogenado) e, algumas vezes, de potássio. Por isso, devemos parcelar as adubações, visando maior aproveito pela planta e menor perda por lixiviação. Quanto mais parcelada a adubação, menores as perdas. Doses muito elevadas de nitrogênio e de potássio, no período de chuvas abundantes, podem levar a grandes perdas por lixiviação.

 

 

Quer se tornar um especialista em interpretação de análise de solos e recomendação de adubação, calagem e gessagem? CLIQUE AQUI

 

 

 

 

 


 

Please reload

Our Recent Posts

INHAME: DO PLANTIO À COLHEITA

October 11, 2019

Pêssego: do plantio à colheita

October 9, 2019

"Fertilizantes: a maior inovação da humanidade"

October 4, 2019

1/1
Please reload

Tags

Please reload