AgricOnline

Rua Projetada, 470 – segundo andar –Rio Bananal / ES.

 atendimento@agriconline.com.br

CNPJ: 32.106.995/0001-66

Preço dos adubos vão subir ainda mais

November 18, 2018

Analista da Scot Consultoria sugere aos agricultores anteciparem as compras, evitando as altas previstas para os próximos meses.

 

O preço da ureia agrícola subiu 7,4% no acumulado desde janeiro último e o insumo está custando 13,2% a mais na comparação com maio de 2017, de acordo com dados da Scot Consultoria. Para os adubos potássicos e fosfatados as altas anuais foram de 5,5% e 8%, respectivamente.

 

Com exceção de maio, todos os meses registraram crescimento na entrega de adubos. Rafael Ribeiro, colaborador da Scot, explica que

 

“este resultado, somado às valorizações do dólar em relação à moeda brasileira, motiva a alta esperada para esses insumos nos próximos meses”. As cotações estão firmes desde o começo do ano no país, de acordo com a Scot.

 

A expectativa é de aumento da demanda por fertilizantes daqui para frente, considerando as compras para o plantio da safra brasileira 2018/2019. “As recentes valorizações da soja e do milho e o bom desempenho do setor sucroalcooleiro deverão impulsionar a demanda na temporada que tão logo se inicia”, diz o analista.

 

Segundo Ribeiro, é preciso considerar também a produção nacional deste ano, que, conforme dados divulgados pela Associação Nacional para Difusão de Adubos (Anda), diminuiu 5,3% nos cinco primeiros meses frente o mesmo período de 2017. “O que aumenta a necessidade de importação para atender a demanda interna”.

 

No caso dos fertilizantes potássicos, as importações representam mais de 90% do volume total consumido no país, enquanto as importações de nitrogenados e fosfatados variam entre 50% e 60% da demanda nacional.

 

Além disso tudo, o cenário de preços mais firmes dos adubos no mercado internacional, com oferta mais ajustada, a alta da cotação do petróleo e as especulações acerca da continuidade da produção de fertilizantes nitrogenados nas fábricas da Petrobras na Bahia e Sergipe são fatores que “ajudam” na sustentação das cotações dos adubos no mercado brasileiro.

 

Ribeiro sugere ao agricultor “antecipar as compras, buscando fugir deste cenário de maior movimentação e possibilidade de alta de preços nos próximos meses”. Outro ponto de atenção é a questão logística, pensando na entrega dos adubos e atrasos verificados normalmente para quem deixa para a última hora.

 

 

 

Quer se tornar um profissional em interpretação de análise de solos e recomendação de adubação, calagem e gessagem? CLIQUE AQUI

 

 

Please reload

Our Recent Posts

O que fazer quando o produtor não quer fazer análise de solo?

November 18, 2019

INHAME: DO PLANTIO À COLHEITA

October 11, 2019

Pêssego: do plantio à colheita

October 9, 2019

1/1
Please reload

Tags

Please reload